AEROBLOG DE 5 DE JUNHO

 

A vida a bordo do Aquarius, um dos salva-vidas dos prófugos

A cerca de 30 milhas de Tripoli, no mar Mediterrâneo, uma embarcação vigia noite e dia uma área da costa da Líbia da qual saem com frequência navios piratas, carregados de prófugos que após superada a zona sob controle das autoridades são repassados a embarcações menores, de borracha, cujo destino depende das condições do mar e do excesso de viajantes que normalmente são embarcados nelas.

Como numerosos outros navios salva vidas, de várias nacionalidades, o “Aquarius” aguarda o SOS vindo de Roma via fax, para intensificar a vigilância, pois a mensagem comunica em geral que há uma o mais embarcações carregadas de prófugos que se encontra em dificuldades ou está afundando. Na semana passada mais de 600 emigrantes foram salvos, incluindo 124 menores e uma menina de apenas 2 meses. Mas apesar dos esforços humanitários, em todo o Mar Mediterrâneo no mesmo período morreram 700 pessoas.

A bordo do Aquarius atuam três equipes com funções distintas :a primeira, chamada de SOS Mediterranee, é formada por expertos marinheiros, que executam as ações de salvamento; a segunda reúne sob o nome “Médicos Sem Fronteiras” os encarregados do primeiro atendimento médico, além da distribuição de cobertores e trajes para a proteção do frio; a terceira opera a embarcação. A maioria , a bordo de navios dos respectivos países, vem do Canada, da Califórnia, da França, Alemanha, Inglaterra ,Itália, Holanda e Polónia. Após treinados, eles passam dias e noite no mar, e pelos enorme esforço físico e psicológico recebem modestos salários , que totalizam cerca de 11 mil euros por dia, sendo previsto que serão necessários cerca de 3,6 milhões ao longo de 2016.

 

TAP e JetBlue AGORA UNIDAS POR SERVIÇOS EM CODE-SHARE

A Tap acaba de assinar um acordo de code-share com a empresa americana JetBlue, que se traduzirá na oferta de opções de voos de ida e volta saindo de Portugal para 34 destinos nos Estados Unidos, com conexões nos aeroportos Kennedy e Logan, hubs da JetBlue em Nova Iorque e Boston. Entre os maiores destinos se destacam os de S. Francisco, Los Angeles, Washington, Chicago, Las Vegas, Orlando, Detroit, New Orleans, Savannah, San Juan, Richmond e Tampa. De sua parte, além dos voos para Newark e Miami, atualmente servidas pela companhia, a TAP vai alargar em breve a sua operação a outros destinos no quadro da sua estratégia de crescimento nos EUA, com a inauguração de voos diários para Boston em 11 de Junho, e de voos também diários para Nova Iorque - JFK a partir do início de Julho. As duas novas rotas da Tap serão operadas com os modernos aviões Airbus A330 que a companhia receberá em breve, aumentando assim para 30 o número de voos semanais ligando Portugal e os Estados Unidos. Deve ser lembrado que a assinatura de um acordo de code-share com a JetBlue já estava nos planos de Azul brasileira, antes da sua participação na privatização de Tap, em 2015, na qual é atualmente representada pelo consorcio Atlantic Gateway ,novo acionista da empresa portuguesa.

 

OS 90 anos de Marilyn Monroe

Quarta feira passada, dia 1º de junho, Marylin Monroe teria 90 anos, se não tivesse falecido em circunstâncias misteriosas em 5 de agosto de 1962. Era a época da Guerra Fria, dos excessos do chefe do FBI, Edgar Hoover, e de John F. Kennedy, antes e depois de eleito presidente dos Estados Unidos. Marylin e Kennedy tiveram uma relação amorosa de quase 10 anos, com atitudes do presidente que pela sua devoção a star não merecia. Fizeram história na biografia de Marilyn a foto de sua saia branca que a ventania levantou e a sua voz carinhosa cantando em público Happy birthday president, no aniversário de Kennedy. A morte prematura e trágica de Marilyn criou um mito que ainda permanece, pois se com ela acabou uma época na qual dominava o star system, a sua imagem continua sendo uma ícona e um fetiche.

 

A VILA OLÍMPICA SERÁ PROTEGIDA D0 ZIKA ?

A Vila Olímpica que já a partir do próximo mês – antes da inauguração dos jogos de agosto - hospedará cerca de 18 mil atletas, é composta por 31 prédios de 17 andares cada, localizados na Barra, com um total de 3.604 apartamentos que possuem 11.152 quartos. Nela, durante a Olimpíada trabalharão 13 mil pessoas. A maioria das delegações já indicou ao Comité organizador o prédio de preferência. Entretanto permanecem as restrições de numerosas entidades à realização da Olimpíada no Brasil, por causa do “zika”, infecção perigosa e supostamente ameaçadora à saúde dos participantes e de suas companheiras. A sugestão de transferir para 2017 o grande evento foi rejeitada, mas as autoridades estão tomando providências para minimizar a possibilidade dos mosquitos portadores do vírus zika atacar os atletas, e em particular para evitar a transmissão da perigosa doença entre os casais . Os votos de quem torce para o sucesso dos Jogos Olímpicos são de que continue valendo a expressão “Deus é brasileiro”.